Sons of Valhalla | Conheça o game


Sons of Valhalla explora a mitologia nórdica e os vikings, dois temas populares do mundo nerd. Existe um fascínio enorme por essa combinação no game do Pixel Chest e publicado pela Hooded Horse, dos sucessos Against the Storm, Clanfolk, e Oldworld. São animes, filmes, livros, séries, e este game que mesmo sem tão original, oferece algo que pode agradar aos fãs de títulos táticos.

O que é Sons of Valhalla?


Com uma fórmula que criou enormes sucessos como as séries Age of Empires, Total War: Warhammer, e Anno, Sons of Valhalla é um RPG em tempo real de mundo aberto. Situado na Era Viking, o jogador controla Thorald Olavson, um guerreiro que ganhou uma segunda chance dos deuses. Olavson irá saquear e conquistar a Inglaterra, numa jornada para descobrir quem queimou sua casa, e roubou sua esposa.

A mistura de RPG e RTS não é o único ponto de Sons of Valhalla. O game combina ainda combate side-scrolling e estratégia de construção de bases, tornando-se num quase tower defense. O jogador deverá criar e melhorar construções e aumentar recursos, aumentar suas reservar e treinar mais soldados. Fortificar as vilas para se proteger de ataques também é uma preocupação constante, enquanto saquear locais próximos para impedir o progresso das forças inimigas.


Observações sobre Sons of Valhalla


Para ter uma melhor experiência com Sons of Valhalla é indicado o uso de controle, pois assim dá para ter maior controle das ações simultâneas que o jogo pede. Não é impossível jogar com mouse e teclado, mas o jogador vai precisar ter um pouco mais de reflexos.

O jogo decisão, raciocínio e ação ágeis por causa da sua natureza de tempo real. Por isso os jogadores acostumados com os RTS da vida não irão ter dificuldade com Sons of Valhalla. Quem fica nervoso em jogos estilo Age of Empires, talvez prefira opções como The Battle of Polytopia, com batalhas que são táticas e em turnos, mas não são em tempo real.

Sons of Valhalla ainda não está disponível, mas a previsão de lançamento é ainda para este ano. Então se o jogador curte um RPG em tempo real com um Q desafiador, gerenciamento de recursos e uma bela estética, vale a pena esperar o lançamento. A parte visual e a ambientação, aliás, são dois pontos fortes do jogo. Mini spoiler: a Bifrost logo no início do jogo tem um belo visual.


O Café Nerd teve a chance de conferir o game, por isso fica o muito obrigada ao desenvolvedor!

Postar um comentário

0 Comentários