Inazuma Eleven: Ares | Review


Inazuma Eleven: Ares faz ao mesmo tempo você querer enfiar a cabeça na terra, e se apegar o suficiente pra querer terminar de assistir. Anime de futebol é um patrimônio cultural da humanidade popularizado por Captain Tsubasa e outros sucessos. Mas Inazuma Eleven: Ares é de longe um dos representantes mais inusitados desse gênero.



Expandindo o universo


Lançado em 2018, Inazuma Eleven: Ares conta uma história alternativa que se passa após os eventos da primeira temporada do Inazuma Eleven original. O anime mostra uma realidade onde a Raimon é foi campeã, porém o ataque alienígena da segunda temporada nunca aconteceu. Após a vitória o time original da Raimon se separou e foi para times diferentes, e um novo elenco de "azarões" forma a icônica equipe.


Não é um anime brilhante, e tudo bem com isso


Inazuma Eleven: Ares não é o auge de anime de futebol, mas diverte o expectador. Ele herda de Inazuma Eleven as habilidades exageradas, história meio superficial, e temas como amizade, força, e superação. Esses temas são reforçados porque o novo time da Raimon é formado por jogadores de uma ilha deserta. Se inicialmente você questiona o talento dos "caipiras," o decorrer da temporada mostra a evolução deles e até rende uns momentos bem legais.

Falando em momentos, não espere um roteiro primoroso de Inazuma Eleven: Ares. A história é simples, o drama as vezes vai ser forçado, e certas soluções só vão aparecer graças ao protagonismo. Isso vai te irritar? As vezes. Mas pense no anime como uma novela mexicana: é cafona, exagerada, acontecem coisas que não fazem sentido, mas o charme dela é exatamente esse.

A parte mais legal de Inazuma Eleven são as habilidades, e Ares entrega isso bem. É empolgante os momentos que os jogadores usam as super técnicas com animações próprias. Só tem um porém: se você assistir o anime dublado, essa parte também vai ser terrível. A dublagem brasileira de animes é uma das melhores do mundo, mas em Inazuma Eleven: Ares ela derrapa. Falta naturalidade nos diálogos e nas emoções dos personagens de um jeito que de vez em quando você vai rir. (Só Deus sabe)


Tem alguma coisa boa nesse anime?


A "ruindade" de Inazuma Eleven: Ares se torna cativante, e boa pra quem quer um anime casual. Se a história não é amarradinha e bem passada, é legal que não existe um protagonista definido. Sim, o Sonny Wright é protagonista, mas ele não rouba o tempo dos companheiros, pelo contrário. A galera se divide bem, tem seus momentos de aparecer. Minha crítica é não deixarem um momento fundamental pro Sonny, e isso fez a cena ficar meio anticlimática.

Veredito


Inazuma Eleven: Ares é um anime com defeitos claros, mas decente o bastante pra você assistir do início ao fim. As habilidades exageradas e os diferentes tipos de escola são divertidos, e a aparição dos Inazuma originais é um plus bem-vindo. Não se espante se você morrer de raiva ou de cringe, mas terminar o anime querendo assistir a sequência Inazuma Eleven: Orion.

(Longe de mim estar pensando nisso, imagina)


Vale quantos cafés: ☕☕☕ (3.5 de 5)

Postar um comentário

0 Comentários