Yuri is My Job! Review


Yuri is My Job! é fruto da atual fase para os fãs de yuri, que tem visto o anúncio de uns quantos animes do gênero. É uma tarefa meio ingrata ser produzido pelo Passione, o mesmo estúdio do anime yuri Citrus. Mas enquanto os fãs de yuri já viram coisa muito ruim (Citrus é um excelente exemplo), Yuri is My Job! se salva por não ser perfeito, mas por ter bom coração, boas intenções, e ser honestamente divertido.


A premissa de Yuri is My Job! é pura metalinguagem. O anime segue Hime Shiraki, uma garota com voz angelical, rosto fofo, e uma personalidade inocente que fazem ela ser amada por todos. Mas o que seria o perfil de uma candidata a Miss Simpatia na real é a fachada de Hime para realizar o seu plano supremo: casar com um cara rico.

Mas um acidente até bobo faz Hime conhecer Mai Koshiba, que pede um favor: cobrir o posto dela no Café Liebe enquanto ela se recupera. Neste café que reproduz uma escola para garotas, Hime descobre algo "assustador". Sua fachada perfeita conquista a todos, menos a elegante Mitsuki Yano.

Até certo ponto do anime "a Yano é uma bruxa" vai ser um pensamento comum. Depois você vai entender a razão disso

Yuri is My Job não é o anime mais consistente do mundo, mas ele é bem carismático. O começo deixa o expectador meio hm, e apresenta umas situações meio sem lógica. Quantos anos a Mai tem para ser gerente de um café, quando ela não parece ter mais que 15? Mas se o expectador aguentar firme, vai curtir vários momentos divertidos. Os melhores são as reações da Hime, principalmente quando a Yano dá umas broncas que deixam a sensação de "bicha se acalme, é só um anime."

Mas se estamos falando de um anime yuri que se passa num café yuri, tem que ter fanservice né? E Yuri is My Job acerta bem nisso. Quem por vários momentos carrega essa árdua missão é a best girl Sumika, que termina o anime sendo a personagem mais interessante depois da Hime. Os momentos de fanservice criam cenários de "é atuação ou verdade?", porque enquanto isso o anime vai mostrando o porque das garotas serem como são. (Não todas, mas as que precisam ter a história explorada)

Sumika (esquerda) best girl (!!!) E quem discordar é clubista

Yuri is My Job passa longe de ser o novo Bloom Into You ou Strawberry Panic, mas se o começo parece ser meh, o final é decente e a sensação que fica é boa. E isso é ótimo, porque geralmente os estúdios são maricas em fazer o básico do que um anime yuri precisa. Em meio ao bom humor o anime mostra como falta de comunicação é uma bosta! Pontos por isso. Vai ter também muito drama e uns momentos bisonhos, mas necessários pra história. E um debate legal sobre não misturar romance e trabalho.

Mesmo sem ser o peak anime que os fãs de yuri gostariam, Yuri is My Job! é decente e divertido. A Hime se mostra muito mais interessante a medida que o anime avança, e você até se identifica com o jeito dela. Tem ainda o plus positivo do anime ter apenas 13 episódios disponíveis na Crunchyroll. Como animes yuri raramente passam de uma temporada, dá pra digerir Yuri is My Job! sem medo.

Vale quantos cafés: ☕☕☕ (3.7 de 5)

Postar um comentário

0 Comentários