Vale a pena assistir? BASTARD‼ -Heavy Metal, Dark Fantasy


Se você viveu a era de ouro dos animes no Brasil, são maiores as chances de tolerar conteúdos mais gráficos. Afinal, quem assistiu o braço do Shura sendo decepado, e o Freeza sendo fatiado ao meio, já fez o ritual de passagem. Então falar sobre BASTARD‼ -Heavy Metal, Dark Fantasy vai ser uma experiência muito curiosa.



Um anime idiota, e tudo bem por isso


O reino de Metallicana está sendo atacado pelos quatro Lordes do Caos, e o sumo sacerdote Geo está desesperado para salvar o reino e seu povo. Seu último recurso é libertar o lendário Dark Schneider, um mago que... Costumava ser aliado dos vilões..

Bastard é uma produção de ação, e no mundo dos animes isso quase sempre quer dizer que tem comédia e idiotice no meio - e isso é ótimo. O anime lembra os RPGs exagerados e cafonas, e a dose de humor é sincera. A trilha sonora é o infalível heavy metal, claro, e tem uma ótima abertura ao som de Bloody Power Fame.

Três améns para o Dark Schneider


Bastard se destaca pela violência. Tem sangue caindo, corpo esmagado, braço voando. Não é gore gore, mas passa longe de ser higienizado como é comum hoje em dia. 

Outro ponto de destaque -pela polêmica- é a nudez e sexualização do anime. São duas coisas que podem ser um problema gigantesco, mas no caso de Bastard... É até engraçado. Só é uma pena que a Netflix foi covarde e não liberou a nudez frontal do Dark Schneider pra valer.

Não é espanto que as moças em Bastard tenham um grande apelo visual e sexual, e não tenha economia de fanservice. Nos primeiros episódios eu lembro de pelo menos três situações desse tipo, sendo uma das cenas tão absurdas que eu acabei rindo. No geral não é nada do outro mundo, embora possa ofender as pessoas mais sensíveis. 

Agora, a melhor parte de Bastard são as referências. O que Jojo's Bizarre Adventure faz com o mundo da moda e a música no geral, Bastard faz com o rock e metal. Duvida? Alguns feitiços invocados pelos personagens são basicamente os nomes de bandas como Sodom, Accept, Guns N' Roses e Venom.

São referências bem boladas que me fizeram rir demais, porque eu fiquei peraí... Eu ouvi o nome dessa banda aí mesmo? Igual como acontece em Jojo (e eu adoro Jojo).


Não é genial, mas é satisfatório


BASTARD‼ -Heavy Metal, Dark Fantasy é um grande pastelão que não deve ser levado à sério, mesmo com todo drama que ele cria. Tecnicamente é um anime bem feito, não tenho o que reclamar. Os personagens praticamente seguem a lógica das classes de RPG, com direito a outro absurdo: ter um ninja no meio disso tudo.

O Dark Schneider é um grande canalha. Ele é bonito, poderoso, carismático demais, lembra um tanto o Dio de Jojo. O roteiro tem, entretanto, uma boa sacada pra deixar ele "na coleira" e tornar o personagem mais num anti-herói do que um vilão em si. O que aumenta o carisma e torna ele no principal motivo pra assistir o anime - além do envolvimento dele na trama.

Postar um comentário

0 Comentários